Próxima geração de telefones móveis poderá ter 25 câmaras em vez de 1

Próxima geração de telefones móveis poderá ter 25 câmaras em vez de 1

14 de Fevereiro de 2011 1 Por Tiago

A empresa Pelicano Imaging tem vindo a desenvolver uma tecnologia, que poderá substituir as atuais câmaras de vídeo para dispositivos móveis. Esta nova câmara é composta por uma matriz de 25 microcâmaras, capazes de fotografar e filmar em HDR (Alcance Dinâmico Elevado) 3D com detecção de profundidade.

Na prática, cada uma destas 25 minúsculas lentes captura 1 imagem, depois com a ajuda de um sofisticado software (desenvolvido pela empresa), a câmara junta todas as 25 imagens, transformando-as numa uma única imagem final.

Ao contrário das câmaras tradicionais, o sensor da Pelican é capaz de proporcionar simultaneamente: profundidade e múltiplas perspectivas numa única imagem. Isto significa, que através das imagens HDR, será possível obter ao mesmo tempo: imagens 3D e reconhecimento gestual.

Outra das vantagens desta tecnologia, é capacidade detecção de tal profundidade, permite-lhe focar as imagens, mesmo depois de a fotografia ter sido tirada.

As câmaras Pelican Imaging beneficiam ainda, de uma significativa redução da sua espessura, quando em comparação com os comuns sensores dos telefones móveis. Isto significa, que no futuro os dispositivos móveis poderão ser bem mais finos.

A Pelican, acredita na rentabilidade desta tecnologia, portanto, tenciona licenciá-la para fabricantes de chips como: a Qualcomm e a Texas Instruments. Assim sendo, os telemóveis da próxima geração, poderão vir já, equipados com estas câmaras.