Processador Tegra 3 otimiza gráficos do jogo Dead Trigger para além do imaginável

Processador Tegra 3 otimiza gráficos do jogo Dead Trigger para além do imaginável

4 de Junho de 2012 1 Por Tiago

Dead Trigger é jogo, ao estilo FPS, desenvolvido pela Madfiger Games e otimizado para realçar o verdadeiro potencial do novo chip Tegra 3 (para dispositivos móveis) da Nvidia.

Como poderão ver no próximo vídeo, a Nvidia colocou lado-a-lado e comparou o potencial gráfico de uma versão Android com o seu mais recente chip Tegra 3.

Assim que passamos da versão Android para a CPU Tegra 3 deparámo-nos com um mundo totalmente novo, carregado de detalhes, interações físicas realistas com a água, fumo volumétrico, entre muitas outras melhorias a nível de realismo e qualidade visual do jogo.

Orgulhoso por relevar o seu primeiro jogo FPS para dispositivos móveis, Marek Rabas, CEO da Madfiger Games, revela que “utilizar as novas tecnologias para aumentar a qualidade visual de Dead Trigger, representa um passo em frente na nossa produção”.

Marek revelou ainda que a Madfiger Games utilizou a animação com captura de movimentos, aprimorou a criação dos personagens e criou novos efeitos para melhorar a experiência visual de Dead Trigger.

Mas segundo Marek, “Não é apenas uma questão de gráficos. Estamos também a trabalhar arduamente nas mecânicas do jogo”.

Assim e apesar de toda qualidade gráfica e exigências do jogo Dead Trigger, o processador Tegra 3 mostra-se poderoso e responde com uma perfeita fluidez visual.

Fique com o vídeo “Comparação Gráfica Android vs Tegra 3”, já a seguir.

Este jogo estar é brevemente disponível nas Tegra Zone da NVIDIA.