SRI desenvolve micro-robôs capazes de trabalhar em conjunto ou individualmente

SRI desenvolve micro-robôs capazes de trabalhar em conjunto ou individualmente

24 de Abril de 2014 1 Por Tiago

Inspirada em determinadas espécies de pequenos insetos trabalhadores (como as formigas), a SRI International tem vindo a criar e desenvolver inúmeros robôs minúsculos, capazes de montar uma linha de produção, para assemblagem de circuitos eletrónicos e mecânicos.

Estes minúsculos robôs funcionam através da tecnologia DM3 (Micro Manipulação Diamagnética), que consiste na utilização de pequenos ímanes, a fim de se moverem sob uma placa de circuito. Os micro-robôs seguem um padrão, definido com base num conjunto de instruções pré-programadas.

Este sistema permite que se configure apenas um, dois ou até dezenas de micro-robôs, para executar, de forma sincronizada, a tarefa pré-programada. Apesar dos seus minúsculos tamanhos, os robôs são capazes de percorrer mais de 30cm em apenas um segundo.

Segundo a SRI, a tecnologia DM3 poderá ser usada para desenvolver peças de prototipagem, experiências biotecnológicas (laboratório-num-chip), montagens eletrónicas e de pequenos sistemas mecânicos em ambientes hostis.

O objetivo é ampliar a tecnologia, através do desenvolvimento de uma linha de montagem, contendo milhares de pequenos robôs. Em conjunto, estes são capazes de fazer assemblagens muito maiores.

Como não poderia deixar de ser, a tecnologia DM3, desenvolvida pela SRI International, está a ser financiada pelo programa militar Open Manufacturing, da DARPA.

Deixe-se ficar com o seguinte vídeo e veja como funcionam estes micro-robôs trabalhadores.

Fonte: SRI International