Sharp cobre divisão (paredes, tecto e chão) com tela gigante de 64 ecrãs

Sharp cobre divisão (paredes, tecto e chão) com tela gigante de 64 ecrãs

11 de Janeiro de 2011 1 Por Tiago

A fabricante japonesa de electrónica acredita que no futuro, as paredes, teto e chão das divisões das nossas casas, podem ser “forradas” por telas gigantes.

Para quê, ter um “pequeno televisor” de 42 polegadas na sala, quando pode tornar a sala numa única tela gigante…?

Deve ter sido este, o pensamento dos responsáveis da Sharp quando se lembraram de pegar em 64 televisores LED de 60 polegadas (cada) e fixa-los a três das paredes, teto e chão de uma divisão (formando cinco sextos de um holodeck).

Um holodeck é uma divisão de realidade simulada, localizada na nave espacial do universo ficcional de Star Trek.

Apelidada de i3 Wall, esta tecnologia composta por 64 televisores, juntos e alinhados com uma moldurado com cerca de 6 mm. O ideal era não existir muldura sequer, mas a Sharp tornou-a suficientemente fina, para que as pessoas se consigam abstrair dela.

Por traz de todos estes ecrãs encontram-se 16 sistemas de controlo. Cada um controla independentemente quatro televisores, para que o fluxo de video corra com fluidez criando um ambiente imersivo.

A tecnologia i3 Wall, não foi concebida para a sala do comum consumidor. O custo dos ecrãs (apenas) rondaria os 800 mil dólares (cerca de 615 mil euros), sem incluir: controladores, montagem, sistema de som, transporte e já para não falar na factura da electricidade ao fim do mês.

Fique com o próximo vídeo onde pode ver o sistema i3 Wall da Sharp, em funcionamento.

Fonte: dvice.com