TDUG

Sem lixo eletrónico: descobre os melhores usos para pens antigas

           Em tempos de constante inovação tecnológica, rapidamente estamos a acumular dispositivos ultrapassados: telemóveis de gerações anteriores, componentes para computadores, TVs antigas, e por aí vai. É natural que com o passar do tempo muitos aparelhos que antes nos eram úteis agora não teriam mais sua utilidade.

            E se há um exemplo marcante deste fenômeno são as pens USB. No começo, revolucionaram o armazenamento portátil de ficheiros, já que até uma pen de 512MB seria capaz de substituir 350 disquetes antigos. Mas hoje, as recebemos de brinde em eventos, na escola, trabalho, papelaria, mercados, e por aí vai. Muitos possuímos diversas pens na gaveta, sem utilidade, e sem capacidade de armazenamento o suficiente para serem úteis no cotidiano.

            No entanto, para mentes preocupadas, descartar pequenos dispositivos que contém plásticos, metais, e componentes de eletrônica ainda a funcionar perfeitamente, parece um erro. Se mudarmos nossa mentalidade a fim de reaproveitar as tecnologias antigas, ao invés de lamentar a falta da utilidade original, podemos fazer bom uso ainda hoje destes aparelhos. Por isto, este artigo separou dicas para reviver suas pens antigas de forma prática e útil, tire-as das gavetas e vamos começar.

1.   Computador pessoal portátil

            Uma ideia interessante: e se nosso computador, com todos os nossos ficheiros, programas, senhas, segurança e confiança pudesse ser levado a todo canto – sem ocupar o espaço de um laptop e extraindo a performance de qualquer máquina?

            Transformando sua pena em uma Live USB, é possível carregar consigo uma instalação completa de um sistema Linux que, sem precisar de instalação, armazena seus programas e ficheiros. Se você instala uma VPN de Portugal para proteger a conexão, e a suíte de aplicativos que usa para o trabalho, terá imediatamente uma pen que permite usar qualquer computador público de café, biblioteca, faculdade ou empresa para realizar suas atividades com segurança e conforto.

            Para criar uma Live USB, basta escolher uma distribuição de Linux conveniente para suas necessidades. O Ubuntu é uma excelente opção para principiantes. Depois, basta usar uma aplicação como a Rufus para formatar e instalar o sistema na pen drive com a opção de “persistência” ativada. Com a pen conectada em qualquer computador, basta apertar a tecla de confirmação para iniciar o sistema e escolher a opção “LiveUSB”.

2.   Use a pen como chave para o computador

           Usar uma senha para proteger sua conta de usuário no Windows é uma forma simples de aumentar sua segurança. No entanto, este mecanismo pode ser facilmente burlado através de falhas de segurança, força-bruta ou, em muitos casos, técnicas de engenharia social para descobrir a senha. De todo modo, todos poderíamos nos beneficiar de uma camada extra de proteção.

           Com o programa Predator, instalado em nosso PC e pen, tornamos nosso dispositivo em uma chave no sentido literal: com a USB conectada, podemos usar o computador normalmente, mas assim que esta é removida a tela desliga, os comandos do rato e teclado são desabilitados, e os dados não podem ser acessados. É a solução ideal para proteger computadores compartilhados ou em ambientes pouco confiáveis.

3.   Restaure computadores Windows

            Outro problema frequente que pode ser resolvido com uma pen antiga é solucionar uma instalação corrompida do Windows. Por mais estável que seja o Windows 10, atualizações quebradas, modificações inesperadas no registro, desligamento acidental ou até corrupção natural de ficheiros podem impedir que o sistema funcione.

            Se sua pena possui ao menos 16 GBs de armazenamento, é possível criar uma unidade de recuperação capaz de recuperar o Windows em caso de problemas. Se o usuário também deseja armazenar alguns ficheiros importantes, basta criar a pen de recuperação e, posteriormente, usar um programa de gerenciamento de partições para criar um novo volume exFAT, onde arquivos podem ser armazenados e lidos.

4.   Escuta músicas em carros antigos

            Nem todo carro possui recursos de Bluetooth e USB em seu rádio para conectarmos nossos telemóveis. No entanto, com um transmissor que conecta-se ao acendedor de fumos do carro, podemos usar uma pena USB com músicas e a energia do próprio veículo para transmitir as músicas para o rádio tradicional. A qualidade pode ser excelente, e esta solução é de baixo custo e praticamente universal.

5.   Backup de ficheiros com alta segurança

            Por fim, é possível usar a tecnologia da criptografia para proteger ficheiros extremamente sensíveis ou importantes em uma pen USB. Programas como o TrueCrypt são capazes de formatar a unidade com uma senha impossível de ser quebrada, assim, apenas você e pessoas autorizadas podem ler os documentos.

            Essa pen especial é especialmente útil para carregar consigo dados de empresas, dados financeiros, ou até mesmo fotos e ficheiros pessoais que não possam ser lidos por terceiros. Deste modo, em caso de perda ou roubo, a segurança das informações estará garantida.

            O uso inteligente das tecnologias revela uma vida nova a dispositivos que, até então, pensávamos estar obsoletos. Uma simples pen USB antiga pode se tornar uma peça importante de nossa vida digital mesmo em 2021, e com criatividade, ainda mais utilidades podem ser encontradas. Lê também: Smartphones ficam realmente lentos com o uso?

Exit mobile version