Relógios Fitness para manutenção física.

Relógios Fitness para manutenção física.

21 de Janeiro de 2010 4 Por Tiago

Hoje vou falar-vos sobre relógios fitness/pulsómetros/monitores cardíacos, como lhes quiserem chamar.

Tudo começou no fim do verão que meti na cabeça que tinha que fazer exercício físico com mais regularidade. A partir daí andei a pesquisar no mercado por um relógio fitness que me ajudasse nos treinos semanais.Os meus treinos são basicamente corrida e alteres, nada muito puxado, simplesmente para manter a forma ou melhora-la um bocadinho. Baseei-me então nestes factores para escolher o relógio. Comecei por procurar um relógio com monitor cardíaco, que calculasse o consumo de calorias e que medisse a velocidade e distâncias percorridas.

Na realidade existem relógios para todos os gostos: Fitness, Outdoor, Ciclismo, Corrida, entre outros que neste post não vou referir.

Corrida e treino físico são os exercícios que à partida mais me interessavam, portanto eliminei logo Outdoor e Ciclismo.

Depois de uma pesquisa geral, não muito aprofundada, entre preços, aspectos técnicos, reviews e opiniões em fóruns, fiz desde logo uma pré-selecção dos relógios que mais me interessavam, reduzindo a minha selecção de algumas dezenas para apenas oito relógios de três marcas distintas.

Analisemos então as minhas primeiras oito opções.

Opção Nº 1.

Polar Express AW200

Funções: Consumo de calorias, barómetro (leitura de pressão atmosférica), temperatura, gastos calóricos, altímetro (leitura de altitude), acelerómetro (contador de passos).

Prós: Um relógio sólido e bonito, que pode ser utilizado não só durante os exercícios como em qualquer ocasião. Preço. Acelerómetro integrado, barómetro e altímetro.

Contras: Apesar de ter um sensor de velocidade integrado, este não é tão preciso como um GPS. Não tem monitor de frequência cardíaca.

Opção Nº 2 e 3.

Polar RS200G1 e Polar RS300X G1

Do que vi estes dois relógios têm exactamente as mesmas funções, diferenciando apenas no preço e aspecto (embora não seja muita a diferença).

Funções: Monitor de frequência cardíaca, sensor de velocidade GPS externo, gastos calóricos.

(clicar aqui para ver detalhadamente todas as funções RS200 G1)

(clicar aqui para ver detalhadamente todas as funções RS300X G1)

Prós: Têm tudo que é preciso para corrida e bicicleta, monitor cardíaco, sensor de velocidade GPS, gastos calóricos. Os preços são bastante acessíveis para todas esta funções, apesar do RS300X ser um pouco mais caro.

Contras: Sensor de GPS externo, o que faz com que tenhamos de andar com um acessório adicional. Não têm um programa de treinos de força, serve exclusivamente para corrida ou ciclismo. Não tem altímetro nem barómetro para melhor análise dos treinos.

Opção Nº 4.

Garmin Forerunner 405CX

Funções: Monitor de frequência cardíaca, sensor de velocidade GPS integrado, gastos calóricos.

Prós: GPS integrado no relógio, indicado para corrida e ciclismo; excelente conceito de interacção táctil nas laterais do pulsómetro e monitor cardíaco.

Contras: Apesar de ter GPS integrado, este não funciona tão bem como os sensores externos podendo haver perdas de sinal. Não tem um programa de treinos de força, serve exclusivamente para corrida ou ciclismo. Não tem também, altímetro nem barómetro para melhor análise dos treinos.

Opção Nº 5.

Polar FT80 G1

Funções: Monitor de frequência cardíaca, sensor de GPS externo, gastos calóricos e “Programa de Força”.

Prós: Monitor cardíaco e sensor de velocidade GPS. O único pulsómetro verdadeiramente “fitness” das minhas escolhas, óptimo para corrida, ciclismo e treinos de força.

Contras: Sensor de GPS externo, o que faz com que tenhamos de andar com um acessório adicional. Também não tem altímetro nem barómetro para melhor análise dos treinos.

Opção Nº 6.

Suunto T6c

Funções: Monitor de frequência cardíaca, sensor de velocidade GPS externo, gastos calóricos e altímetro.

Prós: Sensor de velocidade GPS (muito bom para quem se baseia em treinos de corrida e ciclismo); monitor de frequência cardíaca, altímetro e calculador de gastos calóricos.

Contras: Não tem programa de treinos de força; sensor de velocidade GPS externo; ausência de barómetro.

Opção Nº 7.

Polar RS800CX

Funções: Monitor de frequência cardíaca, sensor de velocidade GPS externo, gastos calóricos e altímetro.

Prós: Talvez o melhor pulsometro que encontrei para corrida e ciclismo, devido a todas a funções e sensores que fazem com que tenhamos as leituras mais precisas do efeito que o treino está a ter.

Contras: Sensor de velocidade GPS externo; não tem programa de treinos de força nem barómetro.

Opção Nº 8.

Polar RS800CX Pro team edition Premium

Funções: Exactamente as mesmas do Polar RS800CX. As únicas diferenças são: o aspecto (a cor mais especificamente) e o facto de trazer um conjunto de utilidades, tanto para corrida como para ciclismo.

Prós: Além de trazer monitor de frequência cardíaca, sensor de velocidade GPS externo, gastos calóricos e altímetro, esta versão pró team edition Premium, traz também um sensor de velocidade para ciclismo, com tecnologia W.I.N.D., sensor GPS G3 e o sensor para o pé S3.

Contras: Sensores de velocidade GPS externos. Não tem programa de treinos de força nem barómetro.

Depois desta análise, sabia que poderia excluír mais um destes pulsómetros, então exclui o Polar Express AW200 por não ter monitor cardíaco.

Bom, neste momento a missão de decidir por uma destas máquinas complicava-se… ou na verdade, talvez não… No meu subconsciente já tinha feito a minha escolha. Naturalmente, para alguém que não faz do exercício profissão, a minha escolha só podia ser uma: o Polar FT80 G1. É veradade que existem pulsómetros melhores, e que este tem um sensor de velocidade externo, portanto tenho que andar com um “trambolho” no braço. também é verdade. No entanto, posso utiliza-lo tanto para correr, como para andar de bicicleta como para fazer exercícios de força. Além de que tem bom aspecto (se bem que isso depende de cada um) portanto posso usa-lo em qualquer situação.

Se eu apenas corresse ou fosse ciclista, a minha opção teria sido diferente. Iria para um Polar RS800CX Pro team edition Premium ou para um Polar RS800CX; ou então Suunto T6c que é mais barato que os dois primeiros (se bem que acho os RS800CX melhores) ou ainda o Garmin Forerunner 405CX, embora este último não tenha altímetro como os outro é também uma boa opção.

E como o preço é muito importante,  a escolha mais natural (para quem corre ou faz ciclismo por lazer e tenta melhorar a sua forma) seriam os Polar RS200G1 e Polar RS300X G1, que têm uma excelente relação qualidade/preço. Ou então o Polar Express AW200, mais barato ainda que os RS200G1 e RS300X G1, mas nem por isso inferior. E apesar de não ter monitor cardíaco, já dá para ter uma ideia do efeito dos exercícios.

Claro que existe outras opções, mas esta foram as minhas. Comentem e deixem a vossa opinião.