Astrónomos da NASA descobrem pulsar absurdamente luminosa

Astrónomos da NASA descobrem pulsar absurdamente luminosa

10 de Outubro de 2014 0 Por Tiago

Alguém se lembra do telescópio espacial NuSTAR, desenhado especialmente pela NASA para estudar buracos negros? Que no ano passado ajudou a medir a velocidade de rotação de um buraco negro supermassivo (BNS).

Desta vez, o NuSTAR foi mais além das suas capacidades, tendo acabado de encontrar algo extremamente brilhante.

Com a ajuda deste telescópio espacial, os astrónomos da NASA foram capazes de encontrar a pulsar mais luminosa, alguma vez descoberta. Por pouco, não era confundida com um buraco negro.

Ao medir a intensidade de energia desta estrela morta, os astrónomos calcularam o corpo celeste emite tanta energia quanto 10 milhões de sóis. Isto é algo surpreendente, tendo em conta o quão pequena esta pulsar é, relativamente à nossa própria estrela.

A razão pela qual esta, incrivelmente densa, estrela de neutrões é tão brilhante, ainda é inconclusiva. No entanto, os astrónomos continuarão a estudar este raro tipo de pulsar.

Esta descoberta vem “abanar” um pouco o que os teóricos achavam saber sobre buracos negros e raios-x ultraluminosos. Descobertas como estas apenas realção o quão limitado é o nosso conhecimento, em relação ao Universo em geral.

A descoberta tipo de sacode o teórico sabia sobre buracos negros e raios-x ultraluminosas, sublinhando o quão pouco realmente sabemos sobre o universo lá fora.

Fique com as seguintes imagens e ilustrações de estrelas de neutrões (pulsares).

Fonte: NASA
Crédito de Imagens: NASA