Partícula mais rápida do que a luz põe em causa Teoria da Relatividade de Einstein

Partícula mais rápida do que a luz põe em causa Teoria da Relatividade de Einstein

24 de Setembro de 2011 3 Por Tiago

De acordo com as declarações relatadas quinta-feira pelos físicos do CERN, um grupo de partículas subatómicas chamadas neutrinos, podem viajar mais rápido que a luz. Se se vier a verificar a veracidade desta descoberta, poderá pôr em questão a Teoria da Relatividade de Einstein.

Este fenómeno foi verificado durante uma banal experiência que consistia em determinar a velocidade destas pequenas partículas.

Segundo Einstein e a sua centenária Teoria da Relatividade, nada pode viajar mais rápido do que a luz. O físico Albert Michelson determinou (em 1926) o valor exato da velocidade da luz no vácuo, que é de 299 792 458 metros por segundo (cerca de 300.000 quilómetros por segundo).

Até agora, nada nem ninguém havia conseguido provar que a teoria do genial Albert Einstein estaria errada. No entanto, e de acordo com os testes revelados pelos físicos do CERN, a mesma poderá estar em risco.

Antonio Ereditato, porta-voz desta experiência conhecida como OPERA, disse que “este resultado vem como uma surpresa completa” e que “queríamos medir a velocidade dos neutrinos, mas não esperávamos encontrar nada de especial”.

Cautelosos, os cientistas passaram quase seis meses a “verificar, controlar e reverificar tudo”, efetuando cerca de 15.000 experiências antes de anunciar a notícia ao mundo. Os físicos sabiam da dimensão da notícia e das suas implicações.

Segundo Sergio Bertolucci, diretor de pesquisas do CERN, “se esta medição for confirmada, pode mudar o nosso ponto de vista da física”.

Os neutrinos são partículas elétricas neutras, tão pequenas que apenas recentemente foi descoberto que estas têm massa.

Do CERN localizado em Genebra na Suíça, até um laboratório situado em Gran Sasso em Itália, são 732 quilómetros de distância e de acordo com a experiência, levou aos neutrinos 0.0024 segundos a percorre-la. Apesar da Teoria da Relatividade defender o contrário, as partículas subatómicas revelaram ser 60 nanossegundos mais rápidas do que a luz, ao percorrer esta mesma distância.

Fonte: BBC