Nvidia demonstra nova tecnologia de renderização de rostos em tempo-real, o “estado da arte” virtual

Nvidia demonstra nova tecnologia de renderização de rostos em tempo-real, o “estado da arte” virtual

20 de Março de 2013 3 Por Tiago

Ontem (dia 19/03/2013) foi primeiro dia da conferência GTC 2013 (GPU Technology Conference), organizada pela Nvidia, com o objetivo de abordar as últimas novidade tecnológicas, a nível do processamento gráfico (GPUs).

Logo á entrada, a gigante do hardware gráfico, fez questão de apresenta uma demonstração da sua nova tecnologia de renderização de rostos humanos, em tempo real. Esta tecnologia, vem também mostrar em que “patamar” se encontram as capacidades do hardware gráfico atual.

Apresentada por Jen-Hsun Huang, CEO da Nvidia, esta demonstração abordou a dificuldade de criar faces humanas animadas (em tempo real) e todas a suas expressões, de modo a torna-las o mais realistas possível.

No mundo virtual, os rostos menos realistas são mais “bem aceites”, do que os mais realistas. Isto porque, à medida que nos vamos aproximando do realismo, entramos na zona do “estranhamento”, em que a proximidade do virtual com o real causa alguma repulsa, conhecida como efeito de Uncanny Valley (vale do estranhamento).

Para contornar o efeito Uncanny Valley, é necessário criar animações suficientemente realistas, que seja aceites pelas pessoas como verdadeiramente reais. Por isso, a Nvidia apresentou a demo Facework, um projeto de renderização em tempo real, processado pela poderosa GeForce GTX Titan.

O projeto revela uma serie de evoluções, que superam toda as anteriores tecnologias de renderização de rostos. Fique com o próximo vídeo, veja as evoluções, que incluem um novo recurso de absorção de luz (pela pele do modelo virtual) e tire as suas próprias conclusões.