Novo material poderá ser usado para criar computadores cerebrais

Novo material poderá ser usado para criar computadores cerebrais

28 de Junho de 2011 2 Por Tiago

Uma das maiores diferenças entre um computador e o nosso cérebro prende-se no facto de o computador ter de lidar com o processamento e a memória separadamente. Já o nosso cérebro, nem sequer faz distinção entre a computação e a memória.

As limitações no desempenho é um dos principais problemas que impedem os computadores de se comportarem como os cérebros, portanto, para tentar solucionar este problema, um grupo de cientista da Universidade Exeter no Reino Unido, desenvolveu um novo material de mudança de fase semicondutor.

Este material, repleto de propriedade incríveis, é capaz de armazenar e processar informação simultaneamente. Demonstrado ainda, as suas capacidades na execução de operação de cálculo simples como a adição, multiplicação, subtração e divisão.

Mas o mais interessante ainda é que o estudo foi capaz de mostrar que os materiais de mudança de fase podem ser utilizados para construir neurónios e sinapses artificiais.

Segundo o professor David Wright da Universidade de Exeter e autor deste estudo, “Os nossos resultados têm implicações importantes para o desenvolvimento de formas de computação inteiramente novas, incluindo computadores idênticos ao cérebro”.

Wright revelou ainda, “Descobrimos uma técnica de desenvolvimento de potenciais novos sistemas computacionais cerebrais, capazes de aprender, adaptar e mudar ao longo do tempo. Isso é algo pelo qual os investigadores se têm vindo a esforçar, ao longo de muitos anos”.

O próximo objetivo será a construção de um sistema de células interconectadas, capazes de aprender a executar tarefas simples como identificar objetos e padrões e não tardará nada até que todos tenhamos um “C-3PO” em casa, com o qual possamos interagir de forma inteligente.

Fonte: University of Exeter