Neurocientistas usam fMRI para prever inteligência

Neurocientistas usam fMRI para prever inteligência

14 de Outubro de 2015 0 Por Tiago

Investigadores descobrem como prever (com precisão) inteligência num individuo, através de imagens por ressonância magnética (fMRI).

Um grupo de neurocientistas levaram a cabo um projeto que visa estudar exames fMRI de 126 pacientes, denominado Human Connectome Project. O objetivo é mapear o cérebro humano e encontrar conexões consistentes, que preveem, com precisão, a “inteligência fluida”, ou raciocínio abstrato.

Segundo Emily Finn, estudante na Universidade Yale e coautora do estudo, entrevistada pela Wired: os investigadores descobriram que quanto mais clara for a comunicação entre as diferentes regiões do cérebro, maior a probabilidade de a pessoa processar rapidamente informações e fazer inferências.

Por exemplo, uma forte conexão entre os lobos frontal e parietal, duas áreas envolvidas em funções de alto nível, previu com precisão uma alta pontuação de inteligência fluida.

Estas conexões cerebrais únicas são comparadas, pelos neurocientistas, às impressões digitais, observando que as redes identificaram indivíduos com uma

precisão quase perfeita em muitos casos”.

De acordo com os investigadores, estes mapas de conexão mental podem um dia ser usados para prever comportamentos, ou realizar programas de educação e saúde, direcionados para cada pessoa, individualmente.

Cada cérebro produz um mapa único de conexões e entender estas comunicações é algo complexo, que os neurocientistas começam agora a entender. Estes são os primeiros passos para desvendar os mistérios fundamentais da inteligência, pensamentos, doenças mentais e personalidade.

Os resultados do estudo foram publicados na revista Nature.

Via: Wired
Fonte: Nature