NASA afirma que Plutão tem céu azul e água gelada à superfície

NASA afirma que Plutão tem céu azul e água gelada à superfície

9 de Outubro de 2015 0 Por Tiago

Depois de toda a euforia sobre a confirmação da presença de água em Marte, chega a vez da NASA afirmar que Plutão, não só tem extensas áreas de água gelada, à sua superfície, mas também tem céu azul.

Plutão não tem uma atmosfera grossa nem oceanos globais, como a nossa Terra. Desta forma, o “céu azul” descoberto a semana passada, pela equipa New Horizon da NASA, devesse mais a uma névoa.

Teoricamente, as partículas de neblina deveriam ter uma tonalidade vermelha ou cinzenta, a olho nu. No entanto, o facto de estas aparentarem uma tonalidade azul, a esta distância, dizem muito à NASA.

“Esta impressionante tonalidade azul diz-nos muito sobre o tamanho e composição das partículas de neblina”,

referiu Carly Howett, da Nasa, em comunicado.

“Um céu azul muitas vezes resulta da dispersão da luz solar por partículas muito pequenas Na Terra, essas partículas são pequeníssimas moléculas de nitrogênio. Em Plutão elas aparentam ser maiores, contudo, ainda relativamente pequenas, como partículas de fuligem que chamamos Tolina.”

Estas Tolinas são, provavelmente, geradas a grandes altitudes, acima da superfície de Plutão, onde a radiação solar decompõe o nitrogênio e metano atmosféricos nestas partículas menores.

Superfície de Plutão

Não menos intrigante é a descoberta de água gelada à superfície, que também deveria aparentar uma tonalidade vermelha a olho nu. Isto, uma vez mais, se deve à alta concentração de partículas de Tolina, que cobre grande parte da superfície do planeta.

Segundo Jason Cook, do Southwest Research Institute (SwRI) da NASA, em comunicado:

“Grandes extensões de Plutão não mostram água gelada exposta … porque é, aparentemente, mascarada por outros gelos mais voláteis, ao longo da maior parte do planeta. Entender por que a água aparece exatamente onde aparece, e não em outros lugares, é um desafio que estamos a escavar.”

Felizmente, a sonda espacial New Horizons está mesmo em cima do acontecimento, recolhendo dados sobre a superfície de Plutão, a 4 988 966 400 km de distância da Terra.

Fonte: NASA