Multicóptero pessoal com 16 rotores – um conceito da e-volo

Multicóptero pessoal com 16 rotores – um conceito da e-volo

13 de Junho de 2012 1 Por Tiago

Lembra-se do “hexadecacóptero” concetual, com 16 rotores, que apresentei em novembro do ano passado? Pois bem, após ter provado que a sua tecnologia realmente funciona, a empresa e-volo pretende agora construir três novos modelos, baseados nesta tecnologia, para comercializar.

A maioria dos atuais helicópteros dispõe de um único rotor central, com uma enormes hélices (de duas pás), capazes de elevar todo o peso do veículo, mais o peso dos tripulantes (e carga em alguns dos casos).

Contrariando este princípio, a e-volo preferiu juntar 16 rotores (bem mais pequenos), em torno de uma estrutura circular, e desta forma construir aeronaves mais ágeis, seguras, baratas e económicas, que os habituais helicópteros.

Este multicóptero, ou “Volocopter” como lhe chamam, funciona a energia elétrica, e gasta apenas de 10 dólares (cerca de 8 euros) a cada 30 minutos de voo. Cada rotor funciona de forma independente de todos os outros, por isso, mesmo que falhem 4 destes rotores (de uma só vez) o multicóptero tem a capacidade de aterrar em segurança.

Cada um destes rotores elétricos é significativamente mais simples, do que o rotor de um helicóptero, logo é mais seguro. Contudo, os mais cuidadosos poderão instalar ainda um sistema de paraquedas.

A e-volo está a planear construir três versões diferentes do Volocóptero:

  • VC Evolution 1P: aeronave unipessoal, com apenas um assento.
  • VC Evolution 2P: além de ser maior que o 1P, este terá um lugar adiciona para um passageiro.
  • VC Evolution: a terceira e última versão será não tripulada, e com uma capacidade de carga para mais de 200kg.

Cada um destes multicópteros terá uma autonomia de (pelo menos) 1h, a uma velocidade máxima de 100km/h e com a capacidade de ascensão de até cerca de 2.000 metros de altitude, descolando e aterrando numa posição vertical.

A versão VC Evolution 2P será hibrida, com motor elétrico e de combustão, aumentando a autonomia para viagens longas.

A e-volo tem intenções de fazer chegar os modelos Volocóptero ao consumidor, dentro dos próximos dois anos. A empresa não revelou preços, mas é esperado estes modelos custem mais do que um carro novo, mas bem menos do que um helicóptero comum.

Deixe-se ficar com as seguintes imagens e conheça em pormenor os modelos conceptuais VC Evolution 1P e 2P.

Fonte: e-volo