Microsoft Kinect abordo da Estação Espacial Internacional

Microsoft Kinect abordo da Estação Espacial Internacional

29 de Dezembro de 2011 1 Por Tiago

A Microsoft revolucionou o mundo das consolas e videojogos, quando apresentou a câmara (com sensores de movimentos) Kinect para a consola Xbox 360.

Depois de se apresentar como um dos mais espetaculares controladores para consolas, o Kinect rapidamente se expandiu para os computadores, tornando-se um dos brinquedos preferidos do hackers e obrigando a Microsoft a criar uma versão oficial do Kinect para PC.

Mas a “viajem” do famoso controlador de movimento Kinect não acaba aqui. A Microsoft sonha voar mais alto, tão alto que está prestes a ser adaptado ao sistema de medição de peso da Estação Espacial Internacional (EEI).

Abordo da EEI, o sistema Kinect requer menos espaço do que o equipamento de medição de peso atual. Carmelo Velardo, cientista de computação na Eurecom em Alpes-Maritimes, França, é o criador deste sistema protótipo, que poderá produzir imagens 3D dos astronautas em orbita.

Dentro deste sistema, foi introduzido um sofisticado modelo estatístico capaz de calcular o peso dos astronautas em função da medição dos seus corpos, recorrendo a uma base de dados de 28.000 pessoas.

Segundo Velardo, o sistema de medição tem uma precisão de 97% (mais ou menos 5 quilos), tornando-o comparável ao método atual, mas com a vantagem de ocupar menos espaço dentro da EEI.

No espaço não é possível pesar uma pessoa com uma balança convencional, visto que o sistema de escalas tradicional não funciona em gravidade zero, portanto é necessário utilizar um método alternativo.

Em apenas algumas semanas, um ser humano pode perder até 15% da sua massa corporal, devido à ausência de gravidade no espaço, causando a atrofia muscular. Para prevenir tais problemas, é fundamental efetuar medições e praticar exercícios diariamente, de forma a manter os astronautas saudáveis.

Segundo a NASA, o sistema final poderá passar pela combinação dos dois sistemas (o sistema atual juntamente com o sistema Kinect) para melhor funcionamento e maior precisão. Mesmo tendo de sacrificar o espaço abordo da EEI. Em conjunto, os dois sistemas poderão medir o volume e massa corporal.

Velardo espera testar o sistema protótipo em breve, abordo da aeronave parabólica que simula a microgravidade em órbita.

As conclusões deverão ser apresentadas na conferência Emerging Signal Processing Systems em janeiro.