Materiais inteligentes que se auto-regeneram com ajuda de lasers

Materiais inteligentes que se auto-regeneram com ajuda de lasers

12 de Dezembro de 2010 3 Por Tiago

Só precisa de fibra óptica, lasers infravermelhos e polímeros com memória de forma, para criar materiais capazes de diagnosticar danos e de se repararem autonomamente, mesmo quando estão em utilização.

Esta nova tecnologia com base nos polímeros com memória de forma, lembram-se da forma como foram inicialmente construídos. Como tal, é possível deformar completamente qualquer objecto com esta constituição que, após se aplicar calor sobre o polímero, este reconstrói-se autonomamente voltando à sua forma inicial.

Segundo uma experiência levada a cabo por um grupo de investigadores do Estado de Arizona, foi possível tornar estes materiais, já de si inteligentes, em materiais mais inteligentes ainda. Isto deve-se à introdução de uma malha de fibra óptica no interior dos polímeros. Agora, além de voltarem à sua forma inicial, estes novos materiais são capazes de dizer por si próprios se foram danificados, onde estão danificados e o grau de danos sofridos.

Quando estes materiais ficam deformados ou mesmo partidos, um laser de infravermelhos emite um pulso de calor ao longo da rede de fibra óptica, reparando a área com problemas. O calor emitido pelo laser aumenta 11 vezes a força do polímero, restaurando-se até 96% da sua força original, garantindo por fim que o problema não voltará a acontecer.

A grande vantagem desta tecnologia é que não necessita ser totalmente constituída por polímeros com memória de forma, já que é possível incorpora-la em todos e quaisquer tipos diferentes de materiais compósitos.

No futuro, estes materiais deverão ser praticamente “indestrutíveis” e poderão ser integrados em todo o tipo de componentes, como carros, casas, aviões, naves espaciais, robôs assassinos….

Fique com o próximo vídeo, onde poderá ver um polímero com memória de forma em acção.