Lua de Saturno tem oceano global à base de água

Segundo a NASA, Encélado, uma das 62 luas (conhecidas) de Saturno, poderá ter um oceano global à base de água.

Há muito que os cientistas suspeitavam que esta lua de Saturno escondia um oceano gigante, por baixo da sua crosta gelada. No entanto, agora parece haver fortes evidências, que poderão sustentar esta teoria.

Com a ajuda da sonda Cassini, a NASA descobriu uma “muito ligeira oscilação” na lua Encélado (o sexto maior satélite natural de Saturno), que pode explicar-se pelo facto de existir um oceano global, banhando toda a superfície do corpo celeste e permitindo o movimento da sua crosta.

Imagine Encélado como um ovo, em que a casca é a crosta gelada, a gema é o núcleo rochoso e a clara é a água. Ao agitar o ovo, as mudanças de velocidade fazem com que haja uma tensão entre a casca (crosta), gema (núcleo rochoso) e clara (água). Essa tensão provoca oscilações. O mesmo acontece com lua Encélado.

Enquanto algumas dúvidas parecem esclarecer-se, outras levantam-se. Como por exemplo: o porquê de o oceano de Encélado ser relativamente quente? Uma das respostas plausíveis é a possibilidade de as forças de maré, de Saturno, estarem a aquecer a lua, mais do que anteriormente se pensava.

De uma forma ou de outra, iremos saber mais sobre a lua. Isto porque a sonda Cassini irá fazer um voo rasante (a cerca de 48km) sobre a superfície de Encélado, no próximo dia 28 de Outubro. Fornecendo mais dados aos cientistas, que poderão responder a esta e outras perguntas. Dados estes, que os cientistas buscam há anos.

Fonte: NASA
Créditos de imagem: NASA/JPL-Caltech