Novo laser suficientemente poderoso para criar matéria do nada

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Três novos lasers gigantes (com opção de um quarto) foram aprovados pela Comissão Europeia e serão construídos em prol da investigação científica.

O quarto laser do projeto ELI (Extreme Light Infrastructure) será construído na esperança de ser suficientemente poderosos para conjurar partículas “virtuais” a partir do nada.

No pico mais alto da sua potência, o quarto laser irá combinar dez feixes num único pulso, que medirá 200 peta watts. Esta enorme quantidade de energia irá ser muito maior do que toda a energia produzida por toda a humanidade, ou a energia do Sol recebida pela Terra, num determinado instante.

Cada pulso de energia durará apenas 1.5 x 10-14 segundos, que é menos de um décimo do tempo que leva a luz a viajar um espaço com o tamanho do diâmetro de um cabelo humano.

Cada um dos lasers desempenhará diferentes papéis nas investigações científicas. Incluindo a aceleração de partículas, o estudo do núcleo atómico e a criação de pulsos ainda mais fugazes para estudar a dinâmica dos acontecimentos extremamente rápidos nos átomos.

Em suma, esta investigação científica tentará explicar e explorar alguns dos segredos da mecânica quântica, e provando que o Universo é composto por partículas aleatórias capazes de entrar e sair do espaço/tempo, rápido de mais para que nós as possamos ver.

Segundo a Laser Focus World cada um dos lasers custará cerca 400 milhões de dólares (275 milhões de euros).

O projeto ELI com os seus quatro lasers gigantes poderá começar a retirar matéria e antimatéria do vácuo do espaço/tempo, a partir de 2017.

Via: DVICE Fonte: ELI

Partilhar
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
Artigos Relacionados
Comentários