Lagos poderão ter sustentado vida em Marte

Lagos poderão ter sustentado vida em Marte

13 de Outubro de 2015 0 Por Tiago

Algumas semanas após a confirmação da existência de água líquida em Marte, novos dados, recolhidos pelo rover Curiosity, sugerem que poderão ter existido lagos, no planeta vermelho, com condições necessárias para a sustentação vida por longos períodos de tempo.

Curiosity tem vindo a investigar a rocha sedimentar, em torno de uma cratera com aproximadamente 150km de diâmetro, conhecida como Gale.

A profundidade desta cratera e a sua composição (idêntica a um lago) de arenito de grão fino, na parte inferior, sugerem que a água poderá ter-se mantido durante um período prolongado de tempo.

Estas característica dão força à teoria de que Marte já teve a pressão atmosférica certa e um clima favorável ao não-congelamento da água.

Embora estes dados não confirmem a existência de vida no planeta, pelo menos, indicam-nos que os ingredientes essenciais, para a constituição da mesma, estavam lá.

Teorias sobre a existência de água subterrânea em Marte existem há muito, mas geralmente baseadas na ideia de água subsuperficial explodindo num único evento, ou infiltrando-se lentamente até à superfície. Ou ainda, um oceano demasiado salino para sustentar vida.

Os novos dados apoiam a ideia de que a água à superfície é muito mais propícia ao surgimento e sustentação da vida. De acordo com a equipa, por trás destes resultados, há uma

“tentadora possibilidade de que a vida extraterrestre pode existir ou ter sido preservada, porque a evidência de água é tão abundante”.

Qualquer descoberta de vida, existente ou extinta, em Marte, marcará uma Era da nossa existência, como seres humanos. Tal como irá marcar, no momento em que o primeiro ser humano pisar o solo do nosso planeta vizinho.

Fonte: Science