Irão apresentou à nação o seu primeiro bombardeiro não tripulado

Irão apresentou à nação o seu primeiro bombardeiro não tripulado

23 de Agosto de 2010 1 Por Tiago

O presidente Iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, inaugurou este domingo no Teerão o primeiro bombardeiro não-tripulado do país. Construída internamente, foi apelidado de “embaixador da morte” para os inimigos do Irão.

Esta aeronave de 4 metros de comprimento pode carregar até quatro mísseis de cruzeiro, pede ainda ser armado, alternadamente com duas bombas de 250 libras (113,4 kg) ou uma bomba de 450 (204,12) e terá um alcance de 1.000 km, a 900 km/h de acordo com um relatório da TV estatal. Mas não é o suficiente para chegar ao seu arqui-inimigo de Israel.

Segundo disse Ahmadinejad na cerimónia de inauguração “O jato, tal como um embaixador de morte para os inimigos da humanidade, terá a como principal mensagem a paz e amizade”. Esta cerimónia coincidiu com o dia nacional do país para as suas indústrias de defesa.

Referiu ainda que o objectivo desta aeronave, com o nome de Karrar (atacante), é “manter o inimigo paralisado em suas bases”, acrescentando ainda que a aeronave tem apenas fins dissuasores e defensivos.

O presidente acrescentou ainda que o programa militar auto-suficiente do país, continuará “até os inimigos da humanidade perderem a esperança de atacar a nação iraniana”.

Em compensação ao embargo de armas por parte dos Estados Unidos, o Irã lançou um programa de desenvolvimento de armas durante a guerra entre 1980 e 1988 contra o Iraque. Hoje em dia é capaz de produzir os seus próprios tanques, misseis, caças a jacto e armamento de carga pessoal.

A cerimónia teve lugar, um dia depois de o Irã começar a alimentar o seu primeiro reactor de energia nuclear, com a ajuda da Rússia. Apesar da propaganda militar sobre os avanços na tecnologia militar, estes não podem ser confirmados. O que aumenta o clima de tensão entre os países, por não terem a noção exacta da dimensão do programa nuclear Iraniano.

Contudo o Irão insiste que apenas está interessado em gerar energia eléctrica. E em resposta às ameaças ocasionais de Israel contra as suas instalações nucleares, Ahmadinejad avisou que qualquer ataque improvável terá uma reacção esmagadora e que “o alvo da reacção do Irã incluirá a terra inteira”, disse Ahmadinejad. “Nós também dizemo-lo a vocês (Ocidente), que todas as opções estão sobre a mesa.”

Ainda esta sexta-feira, o Irã testou um novo míssil de combustível líquido de superfície-superfície, o Qiam-1, com avançados tecnológicos na área dos sistemas de orientação.

Em Declarações, os Estado Unido, não descartam uma eventual intervenção militar, contra as instalações nucleares Iranianas.

Fonte: newsyahoo.com