Incrível ecrã 3D de 200 polegadas permite 57 ângulos de visão diferentes

Incrível ecrã 3D de 200 polegadas permite 57 ângulos de visão diferentes

25 de Outubro de 2011 1 Por Tiago

A NITC em parceria com a JVC Kenwood, criaram aquele que podemos chamar de “o verdadeiro ecrã 3D”. E digo verdadeiro, porque ao contrário dos ecrãs 3D normais (que nos dão uma perceção de profundidade das imagens), este permite-nos visualizar diferentes ângulos do mesmo objeto, quando nos movimentamos.

Não é fácil de admitir, mas a verdade é que (até agora) os ecrãs 3D apenas nos proporcionam uma ilusão tridimensional dos objetos. Mas este gigantesco ecrã, vem nos mostrar o que é realmente o 3D.

Características:

  • Para começar, são 200 polegada (5.08 metros) de puro 3D.
  • Este é um televisor autoestereoscópico, logo, o espectador não necessita de óculos estereoscópicos, o que por si só é uma enorme vantagem;
  • E é composto por um conjunto de 57 projetores HD, em que cada um projeta a mesma imagem, mas captada de um angulo de visão ligeiramente diferente.

Até pode parecer um número exagerado, mas os 57 projetores permitem ter uma perspetiva tridimensional real das imagens. O resultado está à vista, no próximo vídeo.

As grandes desvantagens deste ecrã são:

  • O reduzidíssimo angulo de visão, de apenas 13 graus. Para aumentar este angulo, seria necessário aumentar também, o número de projetores.
  • A gravação de vídeo para reproduzir nestas telas. Visto que cada projetor se encarrega de projetar uma imagem diferente, são necessárias 57 câmaras (cada uma a dois centímetros de distância da outra) para gravar um único vídeo.
  • Mas o maio problema seria instalar uma tela destas em casa. A menos que tenhamos uma divisão extra, só para os projetores.

Durante o vídeo, é possível ver as pessoas a movimentarem-se de um lado para o outro, em torno do ecrã. Não, essas pessoas não sofrem de nenhum problema grave, penas estão a observar as imagens de diferentes perspetivas.

A vantagem, é que será possível ver 57 perspetivas diferentes do mesmo vídeo (ou filme por exemplo).

Contudo, e apesar de esta ser uma tecnologia interessante e promissora, duvido que alguém se vá pôr a correr de um lado para o outro da sala (em casa ou no cinema), para ver um filme a partir de diferentes ângulos.

Fonte: DigInfo