IBM demonstrou transístor de grafeno a 155GHz

IBM demonstrou transístor de grafeno a 155GHz

11 de Abril de 2011 1 Por Tiago

Atualmente, componentes para PC como os processadores, por exemplo, usam o silício como material (base) de construção. Mas para que possamos manter viva a profecia de Moore (Lei de Moore) teremos de inovar e encontrar outros materiais melhores.

grafeno é um das materiais, que mais interesse tem suscitado, no mundo da engenharia computacional. Há cerca de um ano, a IBM anuncio que um transístor de grafeno seria capaz de atingir uma velocidade relógio de 100 GHz. Mas recentemente, a empresa demonstrou ser capaz de levar estes transístores até uns incríveis 155 GHz.

Com 40 nm de tamanho, a porta do transístor de grafeno é a mais pequena alguma vez construída, tendo uma escala 200 nm menor do que o anterior transístor, que atingia os 100 GHz.

Esta elevada redução no tamanho e aumento na velocidade, deve-se em parte a um projeto de pesquisa da DARPA, que visava desenvolver um transístor RF (radiofrequência) de alta performance.

Apesar de tudo, este transístor de grafeno da IBM encontra-se longe (ainda) de atingir a velocidade do protótipo do MIT (com 1000 GHz) ou do Northrop (com 670 GHz).

Por tanto, não deveremos estar muito longe de vermos esta tecnologia, disponível nos nossos computadores de casa.