Exoesqueleto XOS 2 mais próximo do potencial de Iron Man

Exoesqueleto XOS 2 mais próximo do potencial de Iron Man

29 de Setembro de 2010 4 Por Tiago

Em miúdos muitos de nós sonhávamos ser o Homem Aranha, Super-homem e até o Homem de Ferro. Nos últimos anos a tecnologia tem crescido exponencialmente, o que permite evoluir cada vez mais rapidamente, de tal forma que cada dia que passe estaremos mais próximo de nos tornarmos “super-heróis”.

A empresa Raytheon tem vindo a desenvolves um exoesqueleto à imagem de Iron Men (Homem de Ferro) da BD. Não tão avançado claro, mas o suficiente para permitir que um individuo transporte 90 kg sem o mínimo de esforço.

XOS 2 é o segundo exoesqueleto produzido pela Raytheon. Este ultimo é uma evolução clara em relação ao anterior, sendo que é mais forte, mais leve e usa 50 por cento menos de energia que a versão anterior. O Dr. Fraser Smith tem vindo a desenvolver dispositivo para fins militares há já 8 anos.

O transporte de mercadorias pesadas como misseis, bombas, munições e outros equipamentos igualmente pesados, poderá ficar bem mais facilitada com e implementação desta tecnologia, permitindo reduzir ao número de indivíduos necessários e aumentar a rapidez de execução em iguais tarefas. Como poderão ver no vídeo abaixo, a poderosa força hidráulica, é capaz de partir tabuas de madeira com uma espessura considerável, o que revela a versatilidade e potência do aparelho.

Actualmente existem dois modelos em desenvolvimento, um deles é uma “variante de combate” que inclui apenas as pernas do exoesqueleto que se ajustam ao nível da cintura, e o outro é uma “variante logística” de corpo inteiro para o levantamento e transporte de munições, mísseis, bombas, entre outros.

Ao contrário do primeiro XOS, neste foram incluídos servos hidráulicos personalizados, com gestão da marcha do robô, para que este utilize apenas a alta pressão quando realmente precisar. A empresa espera reduzir em menos 20 por cento a energia gasta. Desta forma a Raytheon poderá substituir o cabo de instalação, por um leve motor de combustão interna que permita o funcionamento contínuo, por mais de oito horas.