DESI vai mapear o universo em 3D

DESI vai mapear o universo em 3D

23 de Setembro de 2015 0 Por Catarina

O Departamento de Energia dos EUA aprovou a “Decision Critical 2”, que autoriza a construção de componentes para o Instrumento Espectroscópico de Energia Negra (DESI), dando assim um significativo passo na busca para entender melhor o universo.

Este instrumento gigante irá visar 30 milhões de galáxias e quasares com o objetivo de criar um mapa em 3D datado em 10 bilhões de anos-luz. O projecto, liderado pela Universidade de Michigan, pretende compreender os fundamentos da energia escura, tendo esta competido com a gravidade para moldar o universo.

Segundo Gregory Tarle, professor de física da Universidade de Michigan o “DESI vai ajudar a perceber o tecido do espaço vazio”.

DESI funcionará medindo os desvios para o vermelho de milhões de quasares e galáxias. Um desvio para o vermelho é a mudança de um corpo astronómico e medir essa mudança é determinante para saber a idade dos objetos. Quanto maior o desvio para o vermelho, mais velho o objeto.

DESI - 02

O DESI será capaz de medir comprimentos de onda espectrais de um objeto utilizando uma câmara que contém 5.000 fibras óticas.

Ela irá então usar impressões fósseis de ondas sonoras a partir dos primeiros 400.000 anos do universo que são detetáveis ​​como padrões de temperatura e variações, e usar essas diferenças para mapear as primeiras variações de densidade que eventualmente evoluíram para galáxias visíveis.

200 físicos e astrónomos em conjunto com a equipa DESI estão a trabalhar para ter o instrumento espectroscópico a funcionar até 2019.

Para ler mais sobre este projeto, visite o site oficial do DESI.

Fonte: Laboratório Berkeley
Créditos da imagem: inga Spence/Alamy