Cristais do “Super-Homem” permitem gravar dados em 5D para sempre

Cristais do “Super-Homem” permitem gravar dados em 5D para sempre

12 de Julho de 2013 1 Por Tiago

Cristais do Superman

Muitas vezes, a ciência recorre ao mundo da ficção científica para se inspirar, e vice-versa. Neste caso, um grupo de cientistas da Universidade de Southampton, baseou-se no herói da BD, Super-Homem, para criar uma nova forma de armazenamento de dados, a cinco dimensões, que lhe permitirá guarda informação para toda a eternidade.

Os cientistas utilizam a um vidro (quartzo) nanoestruturado para demonstrar, pela primeira vez, o processo de gravação penta dimensional (cinco dimensões), de dados digitais, através de um laser ultrarrápido de fentossegundos (um milionésimo de um bilionésimo de segundo).

Esta nova tecnologia permite uma capacidade e estabilidade sem precedente. Desde já, uma capacidade de armazenamento de dados de até 360 TB e uma estabilidade térmica de até 1000°C.

OS cientistas afirmam que a informação é gravada em cinco dimensões. Isto deve-se a facto do processo utilizar o tamanho e orientação, em adição à posição tridimensional desta nanoestrutura.

Para demonstra a tecnologia, foi gravado, com sucesso, em 5D, 300kb de dados. A gravação foi feita através de um laser ultrarrápido, que emite pulsos de luz extremamente curtos e intensos. Os dados foram escritos em três camadas de pontos nanoestruturados, separados por cinco micrómetros (um milionésimo de metro).

De acordo com Jingyu Zhang, principal investigador deste projeto no Centos de Pesquisa Optoelectrónica (ORC) da Universidade de Southampton, em conjunto com Eindhoven University of Technology:

Estamos a desenvolver uma forma, muito estável e segura, de memória portátil utilizando vidro, que poderá ser muito útil para organizações que dispõem de arquivos grandes. De momento, as empresas necessitam de fazer backups, dos seus arquivos, a cada cinco ou dez anos, porque a memória do disco rígido tem uma vida útil relativamente curta.

Os museus que querem preservar informação ou lugares como arquivos nacionais, onde têm um grande número de documentos, poderão realmente beneficiar.

O Super-Homem que se cuide. Em breve teremos os cristais de memória Kryptonianos ao nosso dispor.

Fonte: Universidade de Southampton