Compre o seu próprio Jetpack

Compre o seu próprio Jetpack

22 de Novembro de 2010 2 Por Tiago

Imagine uma aeronave unipessoal, capaz de o levar para o trabalho todos os dias de manha, livrando-o de todo aquele stress matinal das filas de espera. Um veículo que exigisse o mínimo de treino possível da sua parte e que para o conduzir, dispensasse ainda licença de piloto.

A boa notícia é que esta aeronave está já a ser construída. Segundo Richard Lauder, presidente-executivo da Martin Aircraft Company na Nova Zelândia, em entrevista à Discovery News, “O nosso objectivo é criar um Segway para o céu, onde os princípios do voo seriam muito simples.”

Certamente que se lembra do herói da BD Rocketeer, este voava voam livremente no seu rocketpack, ao mesmo tempo que protegia os fracos e oprimidos. Este desejo de voar livremente, sempre fascinou o Homem, levando-o a uma busca incessante, e muitas vezes irracional de obter esse prazer.

Em 1950 foi desenvolvido um rocketpack (ou mochila foguete) capaz de voar durante 30 segundo e foi chamada de Bell Rocket Belt. Quanto maior o peso da pessoa e do veículo, maior a força que este necessita de exercer para voar. Este foi o principal desafio, durante o desenvolvimento desta aeronave.

Com menos de 115 quilogramas, esta aeronave cumpre os objectivos e regulamentos da aviação dos EUA, para ultraleves. Os cerca de 20 litros de combustível armazenado no tanque do Jatpack é capaz de o fazer voar a uma velocidade máxima de 63 quilómetros por hora.

A Martin Aircraft está já a desenvolver um Jetpack (ou mochila a jato), destinado a uso: militar, serviços de emergência e resgate, e outros usos governamentais. Segundo Lauder, a empresa vai desenvolver ainda uma versão não tripulada da aeronave.

Mas este não é propriamente uma aeronave barata. Espera-se que venha a custar cerca de 100 mil dólares cada (cerca de 73 mil euros). O que faz deste um veículo de luxo, disponível apenas a bolsas mais abastadas.

Lauder revelou ainda (depois de testar o jetpack duas vezes) que quando este está no chão e se preparar para a descolagem, há muita vibração e ruído, mas quando finalmente se descola tudo fica mais calmo e suave.

Fonte: Discovery News