Cientistas desenvolvem um coração artificial de espuma

Cientistas desenvolvem um coração artificial de espuma

21 de Outubro de 2015 0 Por Catarina

A Universidade de Cornell desenvolveu um coração artificial em espuma que imita as funções e a forma do verdadeiro, tornando obsoletos os corações artificiais que bombeiam o sangue, mas que são máquinas com forma de bloco sólido que têm de estar fora do corpo humano.

Isto é conseguido através do novo polímero, que pode ser emitido em formas específicas, e tem poros que permitem bombear fluidos, sem ser necessária muita energia. Além de macio e elástico, é mais eficiente.

Esta descoberta teria potencial para ser aplicada em órgãos de forma mais segura, podendo ser personalizados para cada paciente. Poderia ainda ser utilizada em robótica suave, próteses e outras coisas em que uma superfície com uma textura natural fosse mais desejável.

Fonte: Universidade Cornell