Engenheiros desenvolvem bicicleta conceptual voadora

Engenheiros desenvolvem bicicleta conceptual voadora

21 de Junho de 2012 1 Por Tiago

Conhecido como Flying Bike (ou simplesmente FBike), este veículo conceptual voador (de duas rodas) foi projetado por um grupo de entusiastas, com o objetivo de obter um produto final capaz de ultrapassar qualquer obstáculo ou tráfego, com a ajuda de quatro propulsores elétricos.

A bicicleta FBike tem vindo a ser desenvolvida em parceria pelas empresas Checas Technodat, Evektor e Duratec, desde 2011 e tem como inspiração as fantásticas histórias de Júlio Verne e do autor Checo Jaroslav Foglar (que escreveu uma trilogia sobre um jovem serralheiro aprendiz que inventou uma bicicleta voadora).

O projeto tem sido desenvolvido com recurso a uma ferramenta de modelagem 3D, da Dassault Systèmes, para nos dar uma perspetiva abrangente e detalhada desta bicicleta multicóptero concetual.

Segundo os cálculos dos engenheiros que projetaram a FBike, dois propulsores (frontal e traseiro) de 1.30m de diâmetro, com quatro motores elétricos (sem escovas) de 10kW para duas hélices gémeas para cada um deles, mais dois propulsores (laterais estabilizadores) de 65cm de diâmetro, com dois motores elétrico de 3.5kW para uma hélice de cada lado, serão suficientes para manter a bicicleta numa posição vertical durante a descolagem e voo.

Segundo Jindrich Vítu, um dos engenheiros deste projeto:

A energia teoricamente necessária para levantar um peso de 5 gramas, é de cerca de 1 watt … teremos um total de 47kW de potência, por isso, teoricamente a força de elevação máxima é de 2350N (235kg).”

Vítu referiu ainda que 170kg é o peso de voo do veículo, incluindo o piloto, componente para maior eficiência e outros para a alimentação de reserva. No projeto atual foram incluídas 14 baterias de polímero de lítio, com 50Ah de potência, que pesam mais de 20kg e permitem um voo de 3 a 5 minutos por carga.

Em terra as baterias da bicicleta permitem um passeio assistido, graças à ajuda das hélices traseiras, para 30 a 50 minutos, por carga.

Para ajudar à estabilidade da FBike, os engenheiros integrarão giroscópios e acelerómetros, proporcionando um voo controlado, seguro e suave graças aos ajustes computadorizados e automáticos da velocidade de cada uma das hélices.

Se pensa que a bicicleta voadora não passa de uma manobra de marketing e promoção destas empresas, desengane-se. Segundo Vítu a FBike deverá estar pronta para realizar os primeiros testes de voo, a meio do próximo mês de agosto.

Na minha opinião, é preferível procurar um meio de transporte mais seguro na secção de venda de usados, como carros, motos ou até mesmo a tradicional bicicleta, do que arriscar a cabeça, ou um braço nas hélices destes corta relvas com pedais.

Deixo-vos ainda com um curto vídeo, onde é possível ver o modelo virtual 3D da bicicleta FBike.