Acelerador de potência pulsada dispara raios-X com potência de 75 biliões de watts

Acelerador de potência pulsada dispara raios-X com potência de 75 biliões de watts

8 de Setembro de 2011 0 Por Tiago

No laboratório Sandia National Labs no Novo México, estão a usar o acelerador de potência pulsada Saturn, para converter enormes quantidades de energia elétrica em raios-X.

O processo demora apenas alguns milionésimos de segundo, mas esta máquina é capaz de gerar 50 vezes mais energia, que a totalidade energia produzida pela rede elétrica dos EUA.

Saturn foi construído para simular o que acontece durante as detonações nucleares, mas apesar de conseguir converter 75 biliões de watts em raios-X, não existe o perigo de este deitar a baixo toda a rede elétrica das redondezas, graças á sua capacidade de armazenamento de energia.

Apos armazenar toda a energia necessária durante algumas horas, o acelerador de potência pulsada liberta-a de uma só vez, num pulso muito curto mas imensamente massivo.

O pulso de energia é conduzida através dos canais do acelerador, passando ao longo de um pequeno cilindro, composto por pequenos fios de tungsténio muito finos. Cada fio é atingido por um raio elétrico que é transformado em plasma, sendo imediatamente conduzido para dentro de um campo eletromagnético intenso.

Dá-se então uma implosão, que liberta centenas de milhares de joules de energia raio-X, permitindo simular (o mais aproximadamente possível) um desencadeamento nuclear, sem realmente necessitar de desencadear uma reação nuclear.

Nas imagens (acima) é possível ver o Saturn em funcionamento, no preciso momento do “disparo”. Mesmo encontrando-se dentro de água, que funciona como isolante, o impulso da carga elétrica é tão poderoso que o acelerado fica envolto em arcos elétricos.

Fotografias de Randy Montoya.

Via: DVICE