Processado Tegra 3 Novos benchmarks da Nvidia revelam o verdadeiro potencial do Tegra 3

É verdade que temos ouvido falar muito acerca do novo Tegra 3 da geração de chips Kal-El da Nvidia, mas pouco se viu relativamente à verdadeira performance que este quad-Core promete atingir.

Essas dúvidas foram finalmente esclarecidas pela Nvidia, que disponibilizou o resultado de alguns testes a nível de desempenho, entre o novo Tegra 3, o antecessor Tegra 2, entre outros.

As imagens revelam o desempenho avaliado em benchmarks, de dispositivos como o Asus Eee Pad e smartphones, em jogos Android. Dispositivos estes, que têm um lançamento previsto e esperado, para o próximo ano.

Nvidia Benchmarks 01 Novos benchmarks da Nvidia revelam o verdadeiro potencial do Tegra 3

Segundo o que foi anteriormente revelado pela Nvidia, o chip Kal-El é cinco vezes mais rápido do que o Tegra 2 na generalidade das aplicações, quatro vezes mais rápido para navegação na web, três vezes mais rápido para gráfico (graças à sua GPU GeForce de 12 núcleos), é capaz de lidar com 3D e é compatível com HDMI.

Nvidia Benchmarks 03 Novos benchmarks da Nvidia revelam o verdadeiro potencial do Tegra 3

No que toca a tarefas intensivas, a CPU tem o dobro da capacidade de desempenho do Tegra 2. No entanto, é com base na comparação realizada entre um processador Intel Core 2 Duo T7200 e o próprio Tegra 3, que permite à Nvidia afirmar que este é o primeiro “processador de classe-PC para dispositivos verdadeiramente móveis”.

O Tegra 2 já se caracterizava por ser um processador de baixo consumo energético, mas de acordo com os testes realizados, o novo Tegra 3 pode poupar até 61% mais energia (em determinadas tarefas) que o seu antecessor.

Nvidia Benchmarks 04 Novos benchmarks da Nvidia revelam o verdadeiro potencial do Tegra 3

Esta capacidade deve-se ao inteligente processo de fabricação de 40nm (que utiliza dois tipos diferentes de silício) e a um núcleo extra (um quinto núcleo). A função deste núcleo é entrar em funcionamento quando o dispositivo entra em modo de poupança energética. Desta forma, o núcleo extra é ativado e os restantes permanecem desligados, funcionando de forma alternada.

Segundo os resultados relativos ao Asus Transformer Prime (que também integrará um processador Tegra 3), a Nvidia assegura que este poderá rodar vídeos a 1080p, apenas com o núcleo extra, permitindo uma autonomia de até 12 hora com bateria.

Em termos práticos, o novo chip Kal-El (para dispositivos móveis como smartphones e tablets) tem uma capacidade de desempenho gráfico e de processamento, equivalente à dos atuais PC de gama média.

Comparação Shadowgun Novos benchmarks da Nvidia revelam o verdadeiro potencial do Tegra 3

Comparação Riptide Novos benchmarks da Nvidia revelam o verdadeiro potencial do Tegra 3

Os resultados revelam a estrondosa capacidade deste pequeno chip, prevendo que os dispositivos móveis do futuro irão ter uma capacidade equivalente ou superior à dos atuais computadores topo de gama.

Fonte: Engadget